Avançar para o conteúdo principal

Acabamentos de um relicário

Relicário: acabamentos com pormenor


Os mesmos cuidados para registos e relicários

Quando levamos a cabo qualquer projeto é sempre um motivo de grande satisfação. A idealização e criação de uma obra e a sua execução implicam trabalho e a resolução de alguns problemas para que os objetivos traçados sejam alcançados. No entanto, há algumas dessas obras que requerem cuidados especiais ou pelo rigor de execução que exigem ou por outras quaisquer circunstâncias ou dificuldades.
É este um dos exemplos: a construção de um relicário cuja técnica e materiais são praticamente os mesmos quando efetuamos um registo como os que se mostram na galeria dos registos e relicários.
O relicário que apresentamos tem as seguintes dimensões: 31cm de altura, 23.5cm de largura e 16.5cm de profundidade. Para se cumprirem minimamente estas dimensões, é necessário desenvolver um projeto rigoroso, pois é necessário, antes de construir a peça, calcular as medidas de cada secção de vidro, as respetivas inclinações que formam os ângulos da parte superior, a medida da moldura que utilizamos como base e outros pormenores importantes. Antes de cortar, por exemplo, as partes de vidro, assim como a parede de fundo - contraplacado -, devem cortar-se previamente, em folha de cartolina, com o máximo rigor, todas as áreas e fazer algumas correções que julguemos necessárias. Ou seja, uma réplica em cartolina de todas as partes do relicário a construir é importante fazer-se. Só desse modo as eventuais falhas poderão detetar-se e serem melhor corrigidas. Esta primeira parte é, de facto, muito importante. Uma boa união e colagem das arestas das peças de vidro depende, como facilmente se compreenderá, do rigor de execução do seu corte e medidas.
Outras fases intermédias devem tomar-se em consideração, pois todas elas exigem do executante muita atenção e concentração, usando sempre os materiais mais adequados. Mas, tal como sugere o sub-título deste artigo "acabamentos com pormenor", estes, por se designarem "acabamentos" não significa que se considere apenas a finalização do trabalho. Neste caso, alguns dos acabamentos dizem respeito ainda a fases intermédias de execução, como por exemplo os pormenores interiores da caixa de vidro que, a dada altura, terá de ser fechada.

Comentários