Avançar para o conteúdo principal

A cor na seda

O realce das cores na pintura em seda


As cores e os tons deverão ser leves, suaves

A seda, por si só, é já uma obra de arte, pela sua beleza e qualidade textural. Pintando um tecido de seda de boa qualidade, as tintas penetram de tal forma na sua estrutura que passam a fazer parte dela adquirindo um aumento substancial no seu brilho. Portanto, a seda tem a propriedade de realçar as cores das tintas que lhe são impregnadas.
Seda e cor fazem um conjunto perfeito capaz de transmitir sensações artísticas excecionais, inserindo-se as tintas no tecido de modo homogéneo. Resistência, elasticidade e durabilidade são outras características da seda.
Para executar uma pintura sobre um tecido de seda, esta deverá ser de ótima qualidade, pura, refinada. A seda menos tratada, apesar da sua beleza natural, não é adequada para uma boa obra de pintura. As tintas, por outro lado, deverão ser apropriadas à técnica e a sua aplicação efetuada com especial cuidado para que, por exemplo, os empastes não ocorram, transformando a peça, cuja maleabilidade impressionantemente se destaca, num tecido de textura rígida e descaracterizadora. Por isso, se a peça - como deve ser -, possui características texturalmente suaves e maleáveis, do mesmo modo, as tintas e os tons a aplicar devem seguir os mesmos passos, ou seja, suaves e extraordinariamente leves.

Comentários