Escapulário

“Escapulário” nas artes decorativas


Pintura e decoração em tecido

Falaremos aqui de escapulários, apenas com o intuito de referir a palavra relacionando-a com objetos decorativos parecidos com o verdadeiro escapulário e que as artes decorativas têm vindo a realizar. Não deixamos, contudo, de fazer pequenas considerações sobre o seu verdadeiro significado.
Consultando o dicionário online Priberam, constatamos uma definição simples, concisa, mas que rapidamente nos induz para uma significação de teor religioso: “tira de pano que certos religiosos trazem, pendente do pescoço, por cima da túnica”. Assim, chegaremos ao objetivo principal deste artigo, ou seja, exemplificação através de trabalho em tecido de um “escapulário” adaptado dos escapulários religiosos, mais ou menos de acordo com a sua origem.
O escapulário é normalmente ligado à Ordem do Carmo, reconhecida pela Igreja Católica. O escapulário é também, para a religião cristã católica, um símbolo de fé, de proteção física e espiritual. É feito tradicionalmente de tecido, encontrando-se hoje em dia em ouro, em prata, em bronze ou madeira. Estas informações e outras podem encontrar-se no sítio brasileiro sobre significados das palavras em significados.com.br/escapulario/.
Mencionamos então o “escapulário” que as artes decorativas adotaram para elemento decorativo, feito em tecido e depois com decoração apropriada como o apresentado na imagem, mostrando-se como exemplar do que pode fazer-se neste capítulo da decoração, executando-se uma peça de escapulário em tecido de linho, devidamente debruado com galão e franja. Serve para decorar uma mesinha, parede ou porta.
Para os elementos decorativos principais, desenharam-se anjos e recortaram-se em vários tecidos, segundo roupagens, cabelos e outras partes e colados nos devidos lugares. As faces e representação das auras dos anjos foram efetuadas com bisnaga dourada para tecido. Os tecidos de cada elemento das roupagens foram do mesmo modo delineados com a mesma bisnaga.

Comentários

Mensagens populares deste blogue