O papel utilizado no Découpage

Découpage de Anne-Marie Vallotton-Saugy


Papel de fibras longas

Tal como os instrumentos que se usam no Découpage - referindo-nos à Arte do Découpage na Suiça, concretamente na região do Pays-d’Enhaut -, escolhidos segundo características convenientes para a ‘arte do corte’, também as opções quanto ao papel, elemento essencial, devem ser bem ponderadas para uma boa escolha. Essas opções não serão muitas dado que as regras para essa escolha são muito precisas, segundo aqueles que realizam esta arte - os “découpeurs” e as “découpeuses”.
Sem querermos transmitir neste artigo a ideia de que poucas escolhas, em relação ao papel, serão possíveis para a feitura de uma obra de Découpage, entendemos deixar expressas algumas regras para essa mesma escolha, partindo, contudo, do princípio da liberdade de cada um e de cada artista segundo os objetivos que pretendem alcançar-se na elaboração de um trabalho em Découpage.
O papel é constituído por filamentos delgados a que se chamam fibras. As recomendações eventualmente mais importantes são:
Deve escolher-se um papel de fibras longas, pois quanto mais longas forem, maior será a resistência ao rasgo;
A estabilidade à luz é igualmente importante - deve usar-se papel branco que não contenha ácido e não amareleça com o tempo ou, usando papel colorido, as tintas que o coloriram não devem empalidecer;
O papel reciclado não deve usar-se, devido às suas fibras curtas, tornando-se difícil de trabalhar;
O papel grosso é conveniente para o découpage plano e o papel fino para o découpage dobrado - técnica em que se dobra o papel, recortando-o dobrado, obtendo uma composição simétrica. Nestas simetrias, numa grande parte dos casos, constata-se a utilização de papel preto. A este propósito refira-se que Anne-Marie Vallotton-Saugy - www.decoupage.ch - que segue fielmente a técnica de Découpage do Pays-d’Enhaut segundo a tradição, trabalha sobretudo em simetrias obtidas numa folha de papel dobrada em duas. A artista escolhe um papel bicolor - de cor preta para a frente e branca para o verso (parte posterior da folha). É na parte branca que traça as linhas principais do desenho, preservando, deste modo, os olhos da fadiga.

Utensílios usados no Découpage

A tesoura e o x-ato

A tesoura: a qualidade deste instrumento é muito importante para uma boa execução dos recortes. É essencial que a tesoura seja de aço muito duro, bem afiada e que permita uma boa abertura.
O x-ato:  instrumento complementar de recorte, indispensável para determinados detalhes e recortes de precisão. Deve pegar-se no x-ato como sendo um lápis, sem fazer demasiada pressão. Deve controlar-se com frequência o estado da sua extremidade cortante. Se esta estiver danificada poderá rasgar o papel em vez de o recortar.
Uma tesoura e um x-ato de muito boa qualidade são utensílios suficientes para se proceder à elaboração de um Découpage. No entanto, outra tesoura e outro x-ato, diferentes no formato e, eventualmente, no tamanho, podem ajudar a encontrar um resultado final ainda mais perfeito.

Anne-Marie Vallotton-Saugy

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Arranjos de Natal